Vem cá. Aceita meus defeitos e um pouco das minhas qualidades. Deixa eu ser o caos e o sossego no teu dia-a-dia. Deixa eu ser o sorriso entre o beijo. O arrepio da tua voz afogante. O olhar sincero e as lágrimas de saudades. Me aceita por inteira. Grita. Pede pra eu ficar e desistir de viver um mundo sem você. Me ordena tocar tua pele nua com a ponta dos dedos. Deixa eu causar fogo na alma até largar as peças de roupas em toda parte da casa. Seja as ondas e o mar. Seja o sol e lua. Seja o grande amor da minha vida. Seja o som nas notas do violão. Seja o vagalume e as estrelas. Seja o poema e uma bela poesia. Seja o meu cobertor nas noites frias. Não quero declarações a luz de vela tomando vinho, nem promessas vazias. Só aceita a aliança com a benção do céu. Em cada pedaço de mim tem traços de você. Faça morada em mim.
Dan Maia  (via d-engoso)